Crioterapia

A Crioterapia ou Criocirurgia é uma técnica bastante usada na Dermatologia. Para este tratamento usa-se o nitrogênio líquido (-196°) para tratar as lesões através de ciclos de congelamento e descongelamento da pele, causando uma queimadura e destruição dos tecidos pelo frio.

Quando é indicado?

Pode ser indicada para tratamento de lesões benignas, tais como melanoses solares, leucodermia gutata, verrugas virais, entre outras. Lesões pré cancerígenas como a queratose actínica e certos tipos de câncer de pele, especialmente em áreas sobre cartilagens, lesões pequenas e superficiais e/ou pacientes sem condições clínicas de  submeterem-se a outros tratamentos mais agressivos.

Efeito e Cuidados

Após a aplicação, que é feita através de spray ou ponteira de contato, a área fica com inchaço e vermelhidão, além de ardência local. Normalmente forma-se uma bolha, que piora com exposição ao calor, devido ao suor. Tal bolha não deve ser rompida. Após murchar, forma-se uma crosta que deve ser protegida para que caia naturalmente. Nesse período recomenda-se manter a lesão coberta com adesivo de micropore ou tratada com creme ou pomada de antibiótico. Depois de cicatrizada a pele pode ficar esbranquiçada, de acordo com a profundidade do tratamento realizado.